• Boa Nova 988
Tempos Suaves
O Mito de Pandora à luz da DE
24 de setembro de 2016

Mensagem espiritual pelos espíritos Yoseph e Celina
Psicofonía da mèdium Eliana dos Santos

Duração: 1h 5min


Ouve a apresentação da mensagem espiritual:

Ouve os primeiros 5 minutos da mensagem espiritual:


«Porque os tempos são suaves... Para quem encontrou esta suavidade. Qual é ela? É a suavidade do abandono das tarefas? É a suavidade do abandono dos deveres? ... Do ser que é servido e não serve? Ou é a suavidade cristã? (...) A suavidade que nós falamos, aquela que está na caixa de Pandora, no final da caixa... É a suavidade cristã - Meu fardo é leve, o meu jugo é suave. Reflitam sobre esta palavra do Cristo...»

Boa Nova 988 - Eurípedes Barsanulfo


Profundizando nos conteúdos da Boa Nova 988

A espiritualidade mais uma vez nos traz a tema da suavidade, fala de um tempo suave, não nos esqueçamos que algumas preleções atrás ele tratou dos tempos sombrios, os homens nos tempos sombrios, faz inclusive referência a este termo durante a preleção. Convidamos a rede de audição a dar os seus ouvidos a esta lindas linhas que liberam o nosso espírito para vivência da suavidade da vida. Todos nós conhecemos a passagem cristã, “o meu jugo é suave e o meu fardo é leve”, dentro desse prisma, a espiritualidade então supera a dramática passagem de Caim e Abel trazendo-nos a referência de nossa suavidade setembrina, ou da nossa suavidade do mês de setembro primaveril, a suavidade das flores que não usam botas e tampouco marcham, mas caminham suavemente, florescendo sempre.

O tema segue em torno da dificuldade humana de tecer a suavidade. A espiritualidade lança mão do mito grego, da caixa de pandora. Pandora é um mito antigo, conhecido, ela é dada em casamento, a Prometeu, que não a recebe porque sabe que Zeus tem um plano de vingança. O irmão dele, Epimeteu então a recebe em casamento e incauto não houve os conselhos de prometer, casa-se com ela. Zeus envia junto com Pandora uma caixa que não pode ser aberta. Sua curiosidade leva a abrir a caixa e todos os males saem. Esse mito narra a origem dos males humanos, mas Pandora percebe isto rapidamente e vê que fundo da caixa morava a esperança, uma luz, e ela rapidamente fecha a caixa. Esta é a parte importante do mito. A espiritualidade nos chama à grande aprendizagem : vamos aprender a fechar a caixa de Pandora, essa caixa que habita o nosso íntimo, essa caixa que habita a nossa mente,  os nossos lábios , o hábito da maledicência, do criticismo, das falas mentirosas que nos envolvem, são os males, pois que, a palavra sem verdade e vida ocasiona ferimentos no próximo.

Somos chamados na boa nova 988 a fechar esta caixa para que os males não saiam mais e deixar lá  no fundo a esperança.

Em algumas versões do mito, não é uma caixa, mas uma jarra, um vaso, materiais simbólicos da literatura que nos ajudam a repensar os nossos caminhos. Dos nossos lábios, do nosso corpo humano, um jarro, um vaso. O que é que estou carregando dentro dele? Males ? Será que não posso fechá-lo, não tenho forças para isto ?

A espiritualidade nos aponta a partir da palestra da noite, sobre a obra Missionários da Luz, de André Luiz,  realizada pelo nosso médium, irmão e tradutor Francisco Maugeri, apontamentos maravilhosos em torno da nossa capacidade de transmutar a noite em dia, a tristeza em alegrias e reticências.

Ouçamos linda palavra de luz,  boa nova 988 entregue pela Cárita Editora com nosso terno abraço. Além de toda essa grande temática de superação dos males, pela capacidade que nós temos de frear o mal em nós mesmos, a espiritualidade alavanca a nossa caminhada pela vida. Esse evento consta em nossos e-mails, vai como apontamento em nota de rodapé. Essa casa de Oração Fé e Amor, há 18 anos trabalha pela vida. É um movimento para que a vida vença, em oposição claro, é uma voz pequena, muito pequena quanto as vozes que o materialismo  traz à baila, que é a voz da permissão do aborto. Assim, entregamos à nossa casa de oração mais esse texto, com fé e amor. Fé em Deus que realmente possamos caminhar os caminhos divinos e amor que nos faz tolerar as nossas próprias imperfeições, mas como todo amor sábio e bom, e também nos ajuda a não sermos coniventes conosco mesmos e nos ajuda então a entrar no caminho de superação de nossas imperfeições e limites. Muita paz. Abraço grande, abraço terno. Caminhemos na direção maior do mundo de amor, planeta de regeneração, outro grande tema incluso nos subtemas dessa boa nova, da última do mês de setembro do ano de 2016.

A mensagem da Celina

Na voz suave de Celina nós temos uma oração linda. Vamos ouvi-la. Singela como sempre, uma oração que nos emociona.

Com sua voz terna, nos fala dos tempos suaves e nos chama para caminhar pela vida.

Não nos alongaremos. Deixamos que esta fala nos toque o coração. Agradecendo aos céus pela noite, nos despedimos. Terno abraço, Cárita Editora Espírita.

Escreva um comentário

Nota: HTML não suportado.
    Ruim           Bom

Boa Nova 988

  • R$12,50


Etiquetas: suavidade, jugo suave e fardo leve, caixa de Pandora, males huamnos, esperança, Missionarios da luz, Cartas de uma morta, vontade é força, orar, vontade em ação, ser livre, espiritismo ciência e filosofia dentro do invólucro da fé, não temam a vida triunfa, sagrado impulso do espírito no humano, genética divina, reconstruir, SOS Afeto, reconstrução planetária, aborto do cristianismo século IV e século XIII, a cura intercâmbio com os nossos tutelares, ocio cosmovisão que retarda o proceso espiritual, férias espíritas, Cosme e Damião